QUE DEUS CONTINUE ILUMINANDO NOSSOS PASSOS PARA CUMPRIRMOS NOSSA FUNÇÃO DE FISCALIZAR

Na quinta-feira, 23, sofremos (Edemilson Santos, Marcio Conrado, Cicero Landim e Alemão Do Santa Cruz) uma tentativa de cerceamento de fiscalização nas repartições públicas do SAAE e Secretaria de Obras, pelo alto escalão da Administração. Porém não nos intimidamos, nos dirigimos até a Secretaria de Obras e fomos recebidos pelo Secretário e funcionários e estamos solicitando via Requerimento, todas as requisições de materiais de construção, no tocante de cimento, tijolos, telhas, argamassa, canos, direcionadas ao Almoxarifado do S.A.A.E. e Secretaria de Obras – SALTO pelos Diretores / Chefias, acompanhadas das justificadas de utilização (local em que foi consumido).
O exercício da vereança, ainda que transitória e passageira na vida de qualquer Agente Político, deve sempre ter como primazia a fiscalização do Município: agindo, vigiando e cuidando a estancar o flagrante descompasso de atos de agentes públicos.
O preceituado no Art. 55 da Lei Orgânica Municipal, no sentido de quaisquer dos membros da Casa de Leis, em realizar a fiscalização contábil, financeira, orçamentária, operacional e patrimonial do Município de Salto e da Administração Pública Municipal [Direta ou Indireta], quanto a legalidade, legitimidade, economicidade, finalidade, motivação, moralidade, publicidade do interesse público de suas ações.
Trabalharemos junto com o Executivo em diversas frentes para a melhorias e o crescimento de Salto, o bem estar da nossa população e defendendo os interesses dos servidores públicos.
Mas, jamais esses vereadores aqui serão subordinados, subalternos ao Prefeito e Secretários, temos que agir com independência e imparcialidade.
Vida que segue, com transparência e compromisso com a nossa população, afinal, fomos eleitos para representar o povo.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *