Secretário de Meio Ambiente é exonerado do cargo após denuncia feita pelo vereador Edemilson

Salto, 26 de setembro de 2017

Na tarde de segunda-feira, 25, às 15h, o vereador Edemilson Santos recebeu na Câmara Municipal de Salto, resposta através do Ofício 425/2.017 do Gabinete do Prefeito Geraldo Garcia, informando da exoneração de Fernando Guatta Candiotto, então Secretário Municipal de Meio Ambiente.

A denúncia que resultou na exoneração do secretário de Meio Ambiente de Salto foi feita na manhã de segunda-feira, dia 25, pelo vereador Edemilson Pereira dos Santos, que comunicou pessoalmente, com entrega do Ofício nº 133/2017, ao prefeito Geraldo Garcia e o secretário de Governo, Gilmar Mazetto, sobre a utilização de veículo oficial cedido pelo SAAE feita de maneira irregular para fins pessoais do secretário de Meio Ambiente.

O Vereador Edemilson protocolou Ofício com todo o conteúdo da denúncia, informando ao Prefeito que o então Secretário de Meio Ambiente teria utilizado veículo oficial para idas em Shoppings Centers (também aos finais de semana e períodos noturnos) e diariamente em sua residência na cidade de Jundiaí.

Imediatamente, o chefe do Executivo pediu apuração minuciosa dos fatos, que se confirmaram ao longo do dia. Em nota, Geraldo Garcia ressalta que não compactua e não vai tolerar ações que resultem em danos ao erário por membro de qualquer escalão da administração pública. Diante disso, o Prefeito decidiu pela exoneração do secretário envolvido, a qual aponta que considerando as “gravíssimas informações constantes no ofício nº 133/2017, perfeitamente delineadas e documentadas”, foi solicitado ao SAAE a “instauração de competente Sindicância, para fins de apurar eventual trespasse de informações internas da autarquia, fora daquelas transmitidas via Portal da Transparência, para identificação de possível infração disciplinar de servidor; assim como realize a apuração das despesas atreladas ao referido veículo utilizado pelo Sr. Secretário do Meio Ambiente , além das derivadas do sistema ‘Sem Parar’, despesas com combustível, etc, objetivando o ressarcimento aos cofres da autarquia, de forma geral e irrestrita, determinando, desde já as providências necessárias a tal objetivo”.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *